Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Calendário de Eventos

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

perfil john

A Consciência de Jesus

Extraído do livro de John Main OSB, Word Made Flesh (Norwich, Canterbury Press, 2009), pg. 5.

. . .

É a simplicidade de Deus, da unicidade divina, que nos convoca a meditar. Também é a nossa maior pedra de tropeço. Isso porque, com todas as nossas complexidades, como nos poderia ser possível conhecer a absoluta simplicidade? O mantra é o caminho através dessa pedra. Trata-se de um signo, ou símbolo, da unidade e da simplicidade de Deus. Em toda literatura clássica acerca da prece, em Santa Teresa, em São João da Cruz, em Mestre Eckhart, encontramos essa ideia comum de que o caminho para a união total e para a presença contínua é o caminho da disciplina simples e altruísta. O altruísmo é o caminho do mantra. Ele nos conduz para fora do labirinto da auto-consciência. Por meio de sua repetição constante, nos leva gradualmente, e com muita paciência, ao silêncio onde tudo se resolve na completa simplicidade de Deus. Na unicidade divina, nos tornamos um. . .

original em inglês

An excerpt from John Main OSB, “The Consciousness of Jesus” in WORD MADE FLESH: Recovering a sense of the sacred through prayer (Norwich: Canterbury Press, 2009), p. 5.

. . . .

It is the simplicity of God, of the divine oneness, that calls us to meditate. It is also our greatest stumbling-block. For how can we with all our complexities know absolute simplicity? The mantra is the way through this block. It is a sign or symbol of the unity and simplicity of God. In all the classical literature of prayer, in St Teresa, St John of the Cross, Meister Eckhart, we find the common idea that the way to total union and continuous presence is the way of simple and selfless discipline. Selflessness is the way of the mantra. It leads us out of the labyrinth of self-consciousness. By its constant repetition it brings us gradually, and with much patience, to the silence where everything is resolved in the utter simplicity of God. In the divine oneness we become one . . . .

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.