Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Quinta-feira após a Quarta-feira de Cinzas

D. Laurence Freeman

A primeira prática para a Quaresma – reforçar ou iniciar um bom hábito.

Se você não medita regularmente, hoje é um dia propício para começar. Se você já medita, imagine que você está começando tudo de novo. Como os místicos medievais costumavam dizer – você não sabe de nada, você não quer nada, você não tem nada. Nós meditamos, como John Main disse, sem demandas ou expectativas.


De partida, então, existe um vislumbre estimulante de verdadeira liberdade.

As crianças podem fazer isso naturalmente, eu acho, porque elas abordam isso não como uma disciplina exigente, a qual os egos grandes temem por causa da possibilidade de falha. Ao invés disso, elas se dirigem a isso como brincadeira. Como em todo jogo, existem regras. (Diga o seu mantra). Sem regras não há jogo, não há brincadeira. Manter as regras de um jogo bem jogado dá uma sensação de satisfação mesmo se você perde de vez em quando. Você não para de amar um jogo porque você não vence todas as vezes.

Sente-se, fique parado, costas eretas, feche os seus olhos. Diga a sua palavra gentilmente, fielmente e com simplicidade, do começo ao fim. Retorne ao mantra continuamente. Quando distraído, comece de novo. A palavra: maranatha. O tempo: 20 a 30 minutos.

Existe, portanto, um hábito envolvido. Não apenas o hábito diário ordinário que torna cada meditação matinal e noturna uma parte integral do dia. Mas um hábito da mente. Existem três estágios iniciais:

Primeiro, confronte a zona de distrações, bombardeando sua mente superficial como meteoritos. Grande e pequeno. Atravesse isso com o mantra e você passará pela zona de asteróides para um espaço mental mais pacífico e claro.

A zona dois é um local tentador para priorizar suas tarefas, revisar situações difíceis, resolver problemas. Se você quer ir além, no entanto, abandone esta tentação e continue abandonando, tornando-se mais leve e livre o tempo todo. Diga o seu mantra.

A terceira zona é o local de ser perpetuamente. Quando você diz o mantra com simplicidade e atenção completa você sabe que você realmente começou. Este conhecimento é o início do conhecimento de Deus que vem aos pobres em espírito e aos que são contentes de não saber nada.

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.