Carta 11 - Purificando as Emoções

ESCOLA DE MEDITACAO WCCM

Ano 2 - Carta 11

Purificando as Emoções

 

Cara(o) Amiga(o)

Já vimos a importância das virtudes do arrependimento e da humildade para o nosso crescimento espiritual. Porém, há fortes emoções egocêntricas que podem bloquear qualquer progresso. Em um dos seus mais populares trabalhos, ‘Praktikos’, Evágrio, o Padre do Deserto por excelência e professor de Cassiano, trabalha bastante com esta grande dificuldade: “A vida ascética é o método espiritual para purificar a parte afetiva da alma.” Ainda que Evágrio estivesse se referindo aos problemas dos ascetas sob seus cuidados, no deserto do Egito, seu conselho é tão sólido, do ponto de vista psicológico, que pode ser aplicado às pessoas comuns que, como nós, estão seriamente no caminho espiritual.
Evágrio usa o termo ‘demônios’ para os poderosos desejos egocêntricos que podem alimentar nosso comportamento e nos manter focados exclusivamente no mundo material. Homens e mulheres modernos podem se sentir um pouco desestimulados pelo uso deste termo, mas ele se refere a emoções fortemente egocêntricas, que são resultado de profundas e instintivas necessidades de sobrevivência, de segurança, poder, controle e estima, que não foram satisfeitas. O ‘ego’ é nosso instinto de sobrevivência, necessitamos dele, e ele é valioso: trata-se de um dom de Deus. Precisamos desse instinto para lidar com os perigos do ambiente em que nos encontramos; nossas necessidades de sobrevivência devem ser atendidas numa medida saudável. Porém, se forem percebidas como não tendo sido satisfeitas, principalmente a partir do início da infância, precisaremos nos dar conta de como estes desejos naturais podem vir a ser distorcidos, e crescerem desproporcionalmente, para se tornarem forças que, inconsciente e demoniacamente, governam nosso comportamento. Então, alerta Evágrio, eles precisam ser purificados devolvendo-os ao seu natural estado de equilíbrio.
Nossa tarefa, segundo ele, é a de identificar nossos demônios pessoais. Fazemos isso por meio da oração/meditação, invocando poderes espirituais que nos ajudem, e por meio de um esforço que nos leve ao autoconhecimento e à autoconsciência, que alcançamos ao observar nossos pensamentos. Evágrio não nos pede que observemos as inutilidades triviais que comumente flutuam na superfície de nossa mente. Isso não faria sentido e seria terrivelmente aborrecedor. Ele se preocupa com os pensamentos profundos que são expressões das nossas necessidades não satisfeitas e desejos não purificados. Precisamos dedicar a esses significativos pensamentos, e suas associações, a atenção que merecem. Eles são os únicos indicadores que temos do que realmente nos motiva, para o bem, ou para o mal. Ainda assim, não fazemos esse trabalho apenas por nós mesmos; ao purificarmos nossas próprias emoções, ao sermos agraciados com a cura de nossos próprios ferimentos, facilitamos o curso do puro amor que flui através do nosso eu verdadeiro, como resultado de estarmos abertos e compassivos para com os outros.
Sim, na verdade, por vezes a vida gira apenas em torno da sobrevivência. Mesmo assim, até mesmo nas condições mais apavorantes, encontramos pessoas que ignoram o perigo para si mesmas e agem com integridade, amor e compaixão. Etty Hillesum, mística holandesa que morreu em um campo de concentração nazista na segunda guerra mundial, dedicava apoio e consolo amoroso, a todos que ali estavam com ela, pois ela via a essência Divina no interior de todos: “Mas, uma coisa tem se tornado cada vez mais clara para mim: que Vós não podeis nos ajudar, que nós precisamos ajudar-Vos. E que isso é tudo o que podemos fazer nesses dias, e tudo o que realmente importa: que protejamos essa parte de Vós, Senhor, em nós mesmos……..Vós não podeis ajudar-nos, mas precisamos ajudá-Lo, e defender Vossa morada em nosso interior, até o fim. (trecho extraído do livro “ Uma Vida Interrompida” de Etty Hillesum)
O objetivo da nossa prática da meditação não é o de nos livrarmos do ‘ego’, mas, o de abrirmos o ‘ego’ para o poder curativo do Espírito, que nos ajuda a entrar em contato com aquela ‘parte de Vós, Senhor’.

por Kim Nataraja

 

Até a próxima semana!

Escola da Comunidade Mundial para a Meditação Cristã
BRASIL

 

 < Acessar outras Cartas