Carta 8 - Quando Oramos?

ESCOLA DE MEDITACAO WCCM

Ano 3 - Carta 8

Quando Oramos?

 Cara(o) Amiga(o)

 

 

A vida e os ensinamentos dos Padres e Madres do Deserto, de onde vem nossa tradição de meditação, baseavam-se na oração, tanto comunitária quanto pessoal. Durante o dia, havia três períodos definidos de oração: hora terceira, hora sexta e hora nona. (9h00, 12h00 e 15h00 respectivamente) e à noite: “Quanto ao sono à noite, reze duas horas a partir da noite, contando-as a partir do pôr do sol. E depois de louvar a Deus, durma seis horas. Em seguida, levante-se para a vigília noturna e passe as quatro horas restantes em oração. No verão, faça o mesmo; com as horas encurtadas e menos salmos, porém, por causa da escassez das noites.” (Abba Poimen)

Salmodia, o cântico dos salmos, provavelmente acompanhado pela música, tomava a maior parte do tempo. Eles sabiam todos de cor e os recitavam todos a cada 24 horas. Não é de admirar que tenhamos o ditado: alguns anciãos vinham ver o Abba Poimen para lhe perguntar, ‘se virmos alguns irmãos cochilando na congregação, você quer que os reprovemos para que fiquem acordados?’ ele respondia, ‘de minha parte, quando eu vejo um irmão cochilando, eu deito sua cabeça em meu colo e deixo-o descansar’

Eles rezavam em pé, olhando todos para o leste. Frequentemente se prostravam, especialmente depois de cantar os salmos: “levante-se e reze e faça uma Metanoia (prostração) enquanto diz: ‘Filho de Deus, tem piedade de mim.” (Abba Nau)

Os jovens Oblatos em nossa Comunidade ainda seguem o ritmo do dia como descrito acima com alguns ajustes sensatos, Eles se reúnem às 7h00 para a Oração da Manhã e meditação, às 12h00 para leituras e meditação e às 18h00 para a Oração da Noite e meditação. Eles se sentam em suas almofadas ao invés de ficarem de pé e cantam 7 salmos por dia ao invés de todos eles e podem dormir a noite toda! Além disso, eles também passam tempo em orações privadas e estudam a “Regra de São Bento”. Os eremitas do Deserto ganhavam a vida tecendo esteiras, cordas e cestos, tecendo linho e trabalhando nos campos como diaristas. Os Jovens Oblatos também passam grande parte do seu dia trabalhando para apoiar o trabalho da Comunidade.

O conselho vindo de John Main para todos nós no mundo é meditar todos os dias duas vezes ao dia: “provavelmente os melhores momentos para meditar sejam de manhã logo cedo e às primeiras horas da noite... se você puder, escolha sempre a mesma hora, e se possível o mesmo local.” Porém o conselho de John Main é sempre sensato e ele acrescenta: “mas todos nós devemos fazer o melhor que pudermos nas circunstâncias de nossa vida.” Muitas pessoas que integram essa rotina de meditar duas vezes ao dia em suas vidas descobrem que tem mais tempo e espaço em seu dia, em vez de menos. Há um senso de ordem e plenitude: “o tempo de meditação matinal é para definir o tom do seu dia, para iniciar sua peregrinação diária sabendo quem você é... e o tempo da meditação noturna é para reunir todas as várias vertentes das atividades diárias e unificá-las.” (John Main citou em ‘The Hunger for Depth and Meaning’ ed, Peter Neg)

Kim Nataraja

 

Até a Próxima Semana

Escola da Comunidade Mundial para a Meditação Cristã
BRASIL

 

 < Acessar outras Cartas