A Plenitude do Ser

Leitura de Domingo, 06 Setembro 2020
John Main, OSB

Extraído de John Main OSB, “Fullness of Being” in THE HUNGER FOR DEPTH AND MEANING, editado por Peter Ng (Cingapura: Medio Media, 2007), pgs 26-28.

[C]ada um de nós está convidado a um desenvolvimento ilimitado, infinito, na medida em que deixamos a limitação de nosso próprio ego para trás, e adentramos o mistério de Deus. [...] O espírito, ao qual estamos convidados a descobrir em nosso próprio coração, é a fonte de energia que enriquece todos os aspectos de nossa vida. É o espírito é o Espírito de Amor. O chamado não é o de estarmos parcialmente vivos, o que significa estarmos parcialmente mortos, mas o de estarmos vivos em plenitude, vivos, ... se apenas nos for possível adotar a disciplina de nos encaminharmos a isso, dia após dia. [...] Desde o início precisamos de um destemor, à medida que deixamos o eu para trás, e começamos a encontrar o outro. Precisamos estar isentos de medo. O espírito em nosso coração, o espírito para o qual nos abrimos na meditação, é o espírito da compaixão, da gentileza, do perdão, da total aceitação, o espírito de amor.original em inglês

An excerpt from John Main OSB "Fullness of Being" in The Hunger for Depth and Meaning (Singapore: Medio Media, 2007), pp. 26-28.

[E]ach of us is summoned to an unlimited, infinite development as we leave the narrowness of our own ego behind and enter into the mystery of God. [ . . . .] The spirit that we are invited to discover in our hearts is the power source that enriches every part of our life. The spirit is the Spirit of Love and the Spirit of love. The call . . .is not to be half-alive, which means being half-dead, but to be fully alive, alive, . . . if only we will undertake the discipline to make our way to it, day by day. [ . . . .] We need have no fear as we set out, as we leave self behind and set out to meet the other. We need have no fear. The spirit in our heart, the spirit that we open to in meditation, is the Spirit of compassion, of gentleness, of forgiveness, of total acceptance, the Spirit of love.